Sunday, March 11, 2012

Um dia uma letra

E de Edith Piaf


A minha musa, a minha deusa da voz. Aquela rainha cuja voz é catártica, imortal.
A sua melodia é uma míriade de sensações, de sentimentos e de experiências. Vale a pena viver por isto.

Avec mes souvenirs,
j'ai allumé le feu.
Mes chagrins mes plaisirs,
je n'ai plus besoin d'eux.

Catártica deriva de "kátharsis" (grego): Aquilo que tem a capacidade de purificar, evacuar, purgar. O termo era aplicado, na Grécia Antiga, referindo-se à descarga emocional e espiritual, muitas vezes associada ao choro, provocada pela experiência de assistir à encenação uma tragédia.

6 comments:

Catarinaf said...

gosto de todos, mas amo os primeiros *.*

Helen Deadly said...

Hi dear!
Desculpa-me, só hoje vi que comentaste o meu blog pessoal!
obrigada! acho que todas nos temos um bocadinho de Hopeless Romantic...
beijos :)

k come karolina said...

i love her!




xoxo from rome
K.
kcomekarolina.com

cristina da fonte said...

É dificil contrariarmos o que sentimos. O melhor mesmo é deixar o sentimento andar, ate ele deixar de se sentir a si mesmo :)

Pretty in Pink said...

Ela tem realmente uma voz lindaa :)
Conheço a Armona sim senhora, está bem perto de mim, mas ainda gosto mais do Farol :D

Beijinho*

Pretty in Pink said...

Já vi a nova coleção da Cliche e já tenho o coral e o amarelinho =P Só não comprei as outras cores porque já as tenho mas de outras marcas ehehe :)